Skip to content

SURPREENDENTEMENTE, NOVO

10 de agosto de 2008

 

Li esta semana uma interessante reflexão, numa revista regional, sobre o novo. E sobre o medo que as pessoas têm do novo, mas, igualmente, do prejuízo que todos temos quando teimamos em não renovar. Afinal, todos os dias tudo se faz novo. Como diz o poema cantado por Almir Sathler, “o amanhecer é uma lição do universo, que nos ensina que é preciso renascer, o novo amanhece”.

 

Há algum tempo eu senti um medo enorme do novo. Comecei a construir uma vida pessoal, familiar e profissional baseada na conservação do velho, quando o que é velho também pode se renovar. E envelheci, prematuramente. Mas como tudo é uma questão de atitude, resolvi, eu mesmo, renovar-me. Surpreendi aos amigos ao aparecer mais magro e de cabelos tingidos. Passado o espanto inicial, hoje ninguém mais imagina-me com a velha cara. E aproveito para me divertir um pouco com isso.

 

Profissionalmente, decidi que buscaria a novidade sempre. Isso, talvez, incomode um pouco aos conservadores, mas quero dizer-lhes que respeito a opção que fizeram, mas eu fiz outra. Felizmente, após um choque inicial com tudo, minha família se adaptou bem à idéia e hoje nada mais surpreende minha mulher e meus filhos.

 

Bem, dito isso, quero dizer aos amigos que este blog tem sofrido com a falta de renovação nos últimos dias, absolutamente, por falta de tempo para escrever nele. É que resolvi deixar o emprego que ora ocupava e aceitar o desafio de uma nova experiência. E nessa nova experiência estamos, totalmente, focados numa tarefa de 90 dias, que tem nos absorvido quase todo o tempo.

 

Mas prometo que, sempre que puder, trarei as novidades. Espero que se acostumem. Ah, sim, já ia me esquecendo: hoje é Dia dos Pais. Aos que, como eu, assumiram essa velha função na humanidade, desejo que renovem seus espíritos e curtam seus filhos. Aos que ainda não assumiram, que curtam seus pais. Se não tiver pai para curtir, curta o pai dos outros. Isso pode ser uma bela novidade. Seja o que for que você quiser, queira seriamente.

 

José Caldas da Costa – jornalista, licenciado em Geografia, escritor

 

Vila Velha, ES, 10 de agosto de 2008

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: