Skip to content

ELEIÇÕES NO ES: A GUERRA PROFANA ENTRE O BISPO E O PASTOR

7 de setembro de 2010

Como já se previa, as eleições no Espírito Santo somente têm graça por causa da acirrada disputa nas proporcionais, entre os candidatos a deputado federal e estadual, e para o Senado da República.

Todas as pesquisas apontam o senador Magno Malta (PR) na liderança, seguido por Ricardo Ferraço (PMDB) e, bem mais atrás, Rita Camata (PSDB). Na disputa para o governo, Renato Casagrande colocou quatro corpos à frente de Luiz Paulo, como se diria numa corrida de cavalos.

Esperava-se que a entrada do senador Gerson Camata no processo, tentando destinar o seu mandato, que se encerra, para a mulher, Rita, tivesse maior impacto na disputa pelo Senado, mas tanto Magno quanto Ricardo foram inteligentes: passaram a dizer que o segundo voto em Rita anularia o voto dado a eles. Com isso, o processo parece ter “parado”.

Porém, ninguém está morto. A liderança católica tenta demonizar Magno Malta para beneficiar a sua fiel Rita Camata. Magno, porém, é muito arguto e sabe, como ninguém, ser notícia. Primeiro, começou a utilizar em seu programa eleitoral gratuito depoimentos tomados em sua cruzada contra a pedofilia. Agora, utiliza-se de depoimentos dos líderes políticos nacionais, a começar por Lula e Dilma.

A grande polêmica que deu a Magno o espaço que ele não tinha na mídia capixaba, porém, é anterior à aparição de Lula e Dilma em seu programa. Foi quando ele colocou no ar depoimentos de padres e bispos católicos e o caldeirão ferveu. O arcebispo de Vitória, Dom Luís Mancilla Vilela, soltou as cachorras para cima do senador Magno Malta.

O bispo tem razão. O pastor também tem. Mas todos perdem. A questão política envolvendo o pastor-cantor-senador Magno Malta (PR) e a liderança da Igreja Católica já era previsível e seu estouro apenas uma questão de tempo.

Como em casa que falta pão, todo o mundo briga e ninguém fica com a razão. Política é humana, eleição é guerra. Isto daria uma ótima tese de Doutorado. Guerra nunca santa, sempre profana. E como em todas as guerras, todos saem perdendo. Dizem que somente a ciência ganha. Então, talvez a Ciência Política ganhe com esse conflito. 

A razão do bispo é em defender a instituição milenar a que pertence, uma razão de arraial, mas exagera nas cores quando fala do pastor-senador. A razão do pastor é em invocar o testemunho de quem quer que seja, mas exagera no tom de seu marketing personalizante e populista.

A latência da guerra já era visível. Políticos ligados aos líderes católicos, mesmo dentro da mesma coligação, pedem apenas um voto para senador e não é para Magno. Evitam até encontrar o pastor-senador.

Esperto, Magno Malta vinha usando sempre frases retóricas em seus discursos públicos para agradar aos católicos. O caldo entornou de vez porque padres começaram a aparecer elogiando-o em seu programa no horário eleitoral gratuito.

Então, levantou-se a tradição hierárquica da Igreja para mostrar as unhas e dentes para o senador e atirá-lo ao inferno. Fosse na Santa Inquisição e ele seria levado à fogueira. 

O senador tem uma personalidade espetaculosa. Na verdade, em sua CPI da Pedofilia tanto esculacha padres quanto pastores pegos em pecado, mas, pela sua condição religiosa, ninguém elogia quando ele atinge seus companheiros de fé, mas, se ele alveja os padres, é mal visto. 

Tanto um lado como o outro precisam de parar de passar a mão na cabeça dos que se desviam do caminho, mas isto é uma utopia e a guerra profana continuará a existir entre os “santos”, enquanto o mundo for mundo.

Se em vez de guerra, os líderes estivessem empenhados em esclarecer os eleitores que este ano eles podem votar duas vezes para o Senado, talvez prestassem um grande serviço à democracia: 8 em cada 10 eleitores estão confusos e não sabem que são dois votos para o Senado. Isso pode levar a uma grande quantidade de votos em branco para o conselho da República.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: