Skip to content

ÉTICA ELEITORAL II, A “MISSÃO”

4 de março de 2011

O  Prete – Programa de Ética e Transparência Eleitoral, bolado pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES), desembargador Pedro Valls Feu Rosa, chega à sua segunda fase sem ter concluído a primeira.

Os antigos colaboradores demandaram-se quase todos, por incompatibilidade de gênios e de propósitos, não com a proposta nem com o presidente do TRE. O Prete foi, em parte, bem instrumentalizado por alguns.

Agora, tem o anúncio de sua segunda fase sem que os crimes eleitorais hediondos cometidos no Espírito Santo tenham sido punidos. Enquanto casos como os da campanha da deputada Sueli Vidigal não saírem do espetáculo midiático para o arranjo geral, fica difícil falar em ética eleitoral no Espírito Santo.

Como sempre, a figura da moça da balança, com olhos vendados, continua enigmática. Que a Justiça seja justa, é o mínimo que se espera para que se equilibre a República.

 

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: