Skip to content

EU NÃO SEI ONDE MORAR…

13 de março de 2011

Agora, é um desabafo… eu não aguento mais ter que ficar sobressaltado todas as vezes em que o céu escurece… o sonho de morar numa casa baixa, com plantas na frente, convivência com os vizinhos, como nos bons tempos no interior, derrete-se junto com cada inundação. Eu sei que já não é um problema somente de Vila Velha, mas é aqui que as coisas são piores, enquanto o sr. prefeito faz discurso na televisão e espalha câmaras para proteger as praias.

Depois que passamos a noite de Natal tirando água de dentro de casa, a proprietária do imóvel onde moramos, a exemplo da maioria de nossos vizinhos, levantou mais de meio metro o piso da garagem, protegendo as entradas da frente e ainda providenciando uma mureta ao pé da grade que tornava o ambiente mais arejado.

De nossa parte, colocamos comportas em todas as portas, mas, exatamente um ano depois das águas de março de 2010, as de 2011 chegaram na noite do último sábado. Vimos a rua encher-se rapidamente, culpa do péssimo serviço de drenagem que é obrigação da municipalidade providenciar.

Com o viaduto da Terceira Ponte, a situação piorou muito para quem mora nos arredores de Itapoã e Sítio Batalha. A água não tem para onde escoar e, pior, o Sítio Batalha virou o piscinão de todas as águas dos arredores do Centro. Levantaram o piso do cruzamento da Avenida Carioca com a Antônio Ataíde e, agora, a água daquela região só tem um destino: as ruas Armando Rosemberg e Félix de Azevedo, “afundadas” pelo tráfego de caminhões pesados da empreiteira que trabalhou nas obras do viaduto.

Se protegemos as frentes, a água entra por outras formas, como os ralos dos banheiros e os fundos dos quintais, infiltrando dos quintais inundados da rua Silvino Moraes.

E essa água não tem para onde escoar, porque não existe um sistema de captação. Se isso coincidir com a alta da maré, aí danou-se de vez, mas creio, sinceramente, que eles queiram mesmo acabar com o nosso sucesso, com nossas moradias e, quem sabe, com nossas vidas, porque estão colocando no bairro um depósito de gás natural para abastecer a elite da Praia da Costa e sequer ouviram a comunidade. Vida longa a Neucimar, não é mesmo?!

Se alguém souber de um apartamento num local seguro, onde caibam a mim, minha mulher, meu casal de filhos que ainda moram comigo e minha sogra (além de meu poodle), por um valor de aluguel compatível com nossas condições, por favor, me avisem.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: