Skip to content

NÃO É O FIM DE ZEZÉ DI CAMARGO & LUCIANO?

28 de outubro de 2011

Depois do suspense e da repercussão causada pela briga dos “Dois filhos de Francisco”, trazida a público no palco de um show no Teatro Guaíra, em Curitiba, parece que surtiu efeito o apelo do pai, em “rede nacional de televisão”, para que eles se entendessem. E a reconciliação parece ter ficado tão clara quanto a briga, e novamente em rede de TV, servindo também para alavancar o Programa do Jô, na TV Globo, na noite de terça, dia 1 de  novembro. No dia dos mortos, a dupla revive.

Zezé di Camargo e Luciano foram entrevistados durante dois blocos do programa, cantaram, sorriram, fizeram piadas de si mesmos, foram transparentes e Luciano deixou claro, para alívio dos fãs: “Gente, eu não vou embora coisa nenhuma”. Zezé fez piada cantando “eu voltei”, de Roberto Carlos, e Luciano participou também em solo. Os dois irmãos trocaram gestos de afeto durante todo o programa e parece que a briga não fez tanto efeito assim, sendo mais resultado de um “desentendimento normal entre irmãos”. Zezé tem 49 anos e é 10 anos mais velho que Luciano.

Faz tempo que se percebe que Zezé di Camargo & Luciano são como água e óleo, apesar de irmãos. Mesmo com todo o sucesso da dupla, que emocionou o Brasil através do filme “…Filhos de Francisco”, não é apenas a diferença de idade que sempre marcou os dois, o temperamento também.

O desentendimento entre eles chegou ao máximo antes do show no Teatro Guaíra, em Curitiba, no fim de semana, quando Zezé entrou sozinho no palco e somente muito tempo depois o Luciano apareceu. Antes de cantar, declarou que estaria deixando a dupla, porque brigaram. Cantaram sem graça e tentaram justificar o injustificável.

Absolutamente, compreensível. O estresse foi tanto que no dia seguinte cedo Luciano foi internado com vômitos e fortes dores no estômago. No Programa do Jô, Luciano confessou que, por desabafo, fez algo que não costuma fazer: beber. Tomou uísque e depois misturou com Rivotril, um remédio usado para dormir. A combinação das duas drogas – álcool e medicamento – quase fez com que ele dormisse para sempre. Correu risco de morte mesmo, segundo os médicos, porque, além de tudo, havia tomado um diurético que fez sua taxa de potássio cair muito.

Na entrevista ao Jô, somente não se falou do tema mais delicado divulgado esta semana pela mídia: a causa principal da briga – supostamente, uma estonteante morena capixaba que andaria frequentando a passarela do coração de Zezé di Camargo, contrariando toda a família.

Luciano entrou quando a dupla já estava formada e um outro irmão deles, que cantava com Zezé, morreu. Foi o pai deles quem provocou o sucesso, revela-nos o filme da dupla. “No dia em que saí de casa” é minha música favorita.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: