Skip to content

Pobres em Angola são minoria, os jovens são frustrados e Lula é o maior, diz José Eduardo Santos

6 de junho de 2013

Um observador do blog acompanhou a primeira “grande” entrevista do presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, depois de 22 anos. Havia enorme expectativa no País acerca de como se posicionaria José Eduardo ao canal de televisão portuguesa SIC.
Muitos angolanos confessaram um misto de emoção e ansiedade, haja vista que o Presidente falaria sem ajuda de anotações e isso parece ter-lhe feito falta, notadamente, para falar da independência de países como Namíbia e África do Sul, que se tornaram exemplos de desenvolvimento no continente africano.
José Eduardo foi direto, sem frase de efeito, mas, num país sob um governo perpétuo, com índices de pobreza altíssimos, assim como corrupção e insatisfação dos jovens, o Presidente de Angola acha que a corrupção é apenas um fenômeno global, “que também vamos combatendo na medida do possível”, sem indignação, os pobres não chegam a 40% da população e os jovens, que protestam, são frustrados e não passam de 300.
Para o presidente angolano, o grande estadista do mundo chama-se Lula. Vejamos os principais ponto das entrevista de José Eduardo:

1. Temos 36 a 37% de pobres em Angola

2. Os pobres estão localizados nas zonas rurais e nas periferias das cidades…

3. O fosso entre pobres e ricos é problema do mundo inteiro, inclusive nos países ricos da Europa, aquela velha situação de esquerda e direita, e Angola não foge da regra

4. A corrupção é um fenômeno internacional, não é só um problema de Angola

5. Os jovens, que fazem manifestações, são apenas os frustrados, que não conseguiram subir na vida, não estudaram, e nunca passaram de 300;

6. É humano que ele pense em deixar o poder, mas tudo depende de encontrarem um líder para dirigir o partido… [ainda não há!]

7. Nunca pensou o que fará depois de presidente, possivelmente escrever memórias, liderar a FESA (Fundação Eduardo Santos) e dedicar-se ao desporto, afinal “sou um homem do desporto”..

8. O MPLA é um partido de esquerda, e Angola é um pais democrático, de caráter social…

9. O MPLA tem um projeto de governo de longo prazo, realiza políticas de centro-esquerda, e quer acabar com os pobres em Angola…

10. Ele quer ser lembrado apenas como um bom patriota…

11. Lula da Silva é seu perfeito exemplo de um grande político deste tempo.

Anúncios
One Comment leave one →
  1. Zaka permalink
    7 de junho de 2013 1:35

    Ouvi, li e confirmo. Justa a análise!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: